| 3 comentários ]


Existem momentos para calar,

onde o tempo se encarrega de traçar o espaço entre as palavras,

peculiar sentido do que se fala.

Sutil o que se espera,

tempero de agua parada,

céu da boca molhada.

Tempo que o tempo se faz morada,

tempo onde já não existem outras madrugadas,

tempo do elo que me ata, me prende,

rascunho de letras onde escreve e apaga,

meu ser,

meu querer,

hoje nas letras que deseja ler.
by
S_adverso

3 comentários

O Sussurrar do Corpo disse... @ sexta-feira, 29 agosto, 2008

Lindo...um sussurro

Anônimo disse... @ sábado, 30 agosto, 2008

belas letras...

Desejos de Corpo e Alma disse... @ sábado, 30 agosto, 2008

Beijos e meu carinho aos amigos;

Postar um comentário