| 1 comentários ]





Preconceito, seria tal palavra profana, imbecil, desumana;
Se não fosse tão cruel, perdida, inconsequente, felina e doente.
Que tens a frente, cor de cor desigual e qual seria a cor certa...
Que tens pela frente, sexo amado diferente, qual seria o tensão , o encaixe perfeito...
Que tens pela frente, errado ou certo, busca te olhando para dentro!
Preconceito, machuca a alma, fere o ser, desacredita humano...
Se julga ser melhor por não ser diferente, que seria igual para você alma ausente...
Creio no ser de iguais direitos, de não ser igual ou diferente, apenas ser....
Creio que não existem meios termos, existem pessoas;
Acredito apenas em uma forma diferente...
Não chamo de preconceito, diria ser lamento...*desejo*
Rezo, por quem ainda não aprendeu a ser gente....
Espero um dia, que ninguém seja melhor ou pior,
Que seja possível, ser apenas normal, viver dignamente:
com a cor que se tem...
com sexo que escolhemos...
com o gosto, do gosto que queremos....
E que um dia, a quem se julga melhor, seja dado o presente:
Entender que nada mais somos....que iguais...
Apenas sonhamos e queremos diferente....

ADVERSO
by
Desejos de Corpo e Alma

1 comentários

LEO disse... @ domingo, 11 abril, 2010

Preconceito é foda e nojento!
LEO

Postar um comentário